Fórum
Ver pergunta

Como ter Multiplas Versões do ERP Instaladas em ambiente de desenvolvimento?   

91 visualizações
1
0

Boa tarde,

Com base na informação indicada nas FAQ’s passa a ser possível ter instaladas várias versões da versão 10.10 no mesmo posto,

gostaria de saber se desta forma poderemos também ter no mesmo servidor 2 ambientes de desenvolvimento a apontar para duas instancias de BD diferentes em simultâneo.

Em caso afirmativo que alterações deveremos fazer no ficheiro runtime.config? e que alterações seriam necessárias na inicialização do PriEngine para que em ambiente de desenvolvimento cada um fique a apontar para a devida instância.

Faça login para poder traduzir
Integração
V10
Base Dados
Marcado como spam
Criado há 3 anos e 4 meses brunosousa
b
brunosousa Iniciante
2 respostas
1
Resposta privada

Bom dia,

A possibilidade de instalação por "copy/paste" permite que existam várias versões do produto a correr no mesmo posto. Por motivos relacionados com instalação de serviços, isto não se aplica ao servidor. Da mesma forma, esta operação apenas se aplica aos módulos do ERP 10.10 (pasta SG100APL), e exclui módulos como office extensions ou fiscal reporting que são instalados noutras localizações.

 

Este processo, contudo, não se encontra automatizado, ou seja, a origem dos binários terá sempre que ser um outro posto ou um "backup" da pasta "APL" numa determinada data. Cada uma destas pastas APL pode, eventualmente, ser ligada a um servidor diferente, permitindo que cada APL, além de ter uma versão diferente, possa ser usada num servidor PRIMAVERA e até SQL, separado.

 

As alterações necessárias ao ficheiro runtime.config limitam-se aos percursos que identificam "onde" está o servidor daquele posto, nomeadamente "ConfigPath", "DataPath", "CommonDataPath", "ReportsPath", "DefDataPath", "NewReportsPath".

 

É ainda possível através da chave "Installed" (0 ou 1) manipular a disponibilidade de módulos dentro do ERP/ADM (indicando se o módulo se encontra, ou não, instalado).

 

Para que um desenvolvimento identifique a pasta APL do produto, foram criadas variáveis de ambiente "PERCURSOSGE100" ou "PERCURSOSGP100". Este mecanismo visa permitir uma transição fácil entre a 10.00 e a 10.10. Esta operação não é, no entanto, obrigatória, podendo o utilizador parametrizar a localização dos binários da forma que melhor entender (através do app.config,  "hardcoded" na aplicação, eventualmente seleccionável pelo utilizador numa combo p.ex. "Versão do ERP a utilizar:" "Apl1 | Apl2 | Apl3", listando as pastas APL de uma determinada pasta,...).

A parte importante é que, qualquer que seja a "APL" seleccionada em runtime, esta deve ser a origem das assemblies no evento "assembly resolver" que é necessário implementar, ou seja, a configuração lida (seja das variáveis de ambiente ou de uma configuação "custom"), deve ser utilizada no assembly resolver.

 

Obrigado

Faça login para poder traduzir
Marcado como spam
Criado há 3 anos e 3 meses orlandoribeiro
o
orlandoribeiro Iniciante
    Comentários
    Bom dia, ultrapassado o passo acima descrito, vinha agora questionar o seguinte. Dupliquei a pasta APL e alterei o ficheiro runtime.config onde os caminhos passaram a ser a pasta de rede da pasta APL ou seja por exemplo deixou de ser C:\Primavera\SG100 para \\servidorPri\SG100 e até aqui tudo bem, o primavera arranca na mesma se tiver dentro do proprio servidorPri e abrir a pasta local, no entanto tentando correr o Erp100LP.exe através da pasta partilhada dá erro "Object reference not set to an instance of an object" quer esteja a aceder à partilha dentro ou fora do proprio posto. Conseguem ajudar? Este cenário seria muito interessante para os ambientes de tablets de produção onde seria desnecessário estar sempre a atualizar a pasta do posto.
    2 anos e 11 meses
    brunosousa
      Bom dia Bruno, Penso ter referido este ponto em particular numa das sessões que apresentei, mas não estou certo, a esta distância qual... O produto efetivamente tem uma anomalia que impede este caso de uso. Mas é possível contornar através do mapeamento da pasta partilhada com uma "network drive" e isto permite ultrapassar a situação. Desta forma consegue utilizar o produto mesmo sem o copiar para uma pasta local. Será necessário observar a questão do registo da DLL que permite a impressão dos mapas (CRUFLPriProxy100.dll) com regasm, e instalar localmente o package do crystal reports. Deverá no entanto estar alerta para a possibilidade de uma penalização na performance no primeiro carregamento das assemblies, relacionado com a performance da ligação de rede. Obrigado.
      2 anos e 11 meses
      orlandoribeiro
        0
        Resposta privada

        Anexo a informação disponibilizada nas FAQ's.

        Faça login para poder traduzir
        Marcado como spam
        Criado há 3 anos e 4 meses brunosousa
        b
        brunosousa Iniciante